História da Paróquia

Em 1890, o tenente Luis Americano, como voluntário da Pátria, recebeu um terreno de cem mil metros quadrados do governo do Estado de São Paulo. O tenente doou 7.500 metros para a Igreja, a fim de que fosse dedicada à Nossa Senhora Imaculada Conceição. A Igreja, na época como antiga capela, foi construída em 1899, na Praça Silvio Romero, no bairro do Tatuapé, São Paulo.

A capela viveu tempos gloriosos até 1924, ano em que aconteceu a Revolução Paulista, no que afetou o grupo religioso e todo bairro do Tatuapé. Em 03 de maio de 1938, fundou-se a Associação de Nossa Senhora Imaculada Conceição, que apresentou um novo vigor ao culto e a capela, retomando assim, seu esplendor religioso.

O bairro de Tatuapé foi crescendo e a capela se tornou pequena para todos os religiosos, e com a ajuda dos devotos da região, em 21 de setembro de 1941, foi comprado um outro terreno de número 230 da Praça Silvio Romero, onde foi construído um salão. No local, o primeiro culto foi realizado no ano de 1950.

Com o passar do tempo, a partir de 1952, a Igreja foi a procura de conseguir a escritura pública do terreno, e por medidas de Usucapião, venturosamente conseguiu. Neste mesmo ano, em 8 de dezembro, a pedra fundamental da nova matriz foi edificada, sendo abençoada por D. Paulo Rolim, bispo auxiliar do Eminentíssimo Sr. Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota.

A celebração em homengam a Matriz Paroquial Nossa Senhora da Conceição acontece anualmente, sempre na data de sua edificação, 08 de dezembro. Atualmente, permanecem originais os sinos na fachada e a imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em estilo colonial barroco. A Igreja representa sua história com mais de 100 anos, sendo uma referência para o Tatuapé e atraindo fiéis de todo o Brasil.